Saiba quais as perguntas mais comuns em uma entrevista de emprego e como respondê-las?

A entrevista de emprego é uma das etapas mais fundamentais para conseguir uma vaga de emprego.

Durante a entrevista de emprego, os profissionais de recursos humanos parecem ser amigáveis com suas perguntas aparentemente inofensivas. Mas cuidado! Eles na verdade estão buscando descobrir o máximo de informações sobre os entrevistados em apenas alguns minutos, com o objetivo tanto de descobrir aptidões como também deficiências do candidato .

Por isso, é essencial que o candidato a uma vaga de emprego esteja bem preparado para a entrevista de emprego . Saiba quais são as perguntas mais comuns em uma entrevista de emprego e como respondê-las da maneira mais adequada.

Veja também os artigos:

Quais as perguntas mais comuns em uma entrevista de emprego e como respondê-las.

Fale sobre você.

R: Essa resposta deve ser muito bem praticada. Porém, não existe uma regra quanto a resposta. Procure ser  direto e focalize os resultados. Fale somente sobre assuntos profissionais.

Quais são seus objetivos a curto prazo?

R: Seja específico e bem direto.



Quais são seus objetivos a longo prazo?

R: Fale em termos profissionais, sendo bem objetivo: ser diretor de engenharia, gerente-geral ou algo similar. Mostre também que traçou metas, pretende fazer cursos, pós-graduação, MBA e idiomas. É recomendável não se referir à vida particular.

Quais são seus pontos fortes?

R: Fale das características universalmente desejadas, tais como entusiasmo, persistência, dedicação, criatividade, iniciativa (pró-atividade) responsabilidade e competência na área técnica.

Quais são seus pontos fracos?

R: Nunca mencione algo negativo. Responda aquilo que, na realidade, é positivo. Tal como exigente demais, impaciente, perfeccionista.

O que você procura em um determinado emprego?

R: Desafio, envolvimento e chance para contribuir para a empresa. Essa é uma das melhores respostas.

Qual seria o trabalho ideal para você?

O ideal é descrever o emprego para qual você está se candidatando, mas para isso é importante conhecer (bem) sobre a vaga. Se você descreve um trabalho que não é nada parecido com o que você está concorrendo, o recrutador achará que não há interesse seu para preencher a vaga. Muitas pessoas acabam perdendo uma boa oportunidade de entrar no mercado de trabalho por responder essa pergunta errada.

Como você se comporta quando algo não sai como planejou?

Nessas horas, o importante é manter a calma e tentar reverter a situação de outra  maneira para atingir o objetivo. Se você age dessa forma esta é uma resposta convincente.

Dê-nos um motivo para o escolhermos em vez dos outros candidatos.

O que se espera é que o candidato saiba “vender” o seu produto. Isto é, deverá focar-se nas suas capacidades e valorizar o seu perfil como o mais adequado para aquela função e a forma como poderá trazer benefícios e lucros para a empresa.

Com que tipo de pessoa você encontra dificuldade em trabalhar?
Pense em características que firam o clima da organização e acabam influenciando negativamente o rendimento no trabalho. Exemplo: pessoas arrogantes, impacientes e sem espírito de equipe.

Você é capaz de trabalhar sob pressão e com prazos definidos?

R: Sim. Dê exemplos de situações vividas em seus trabalhos anteriores.

Por que devemos contratá-lo? Como você poderá contribuir para o desenvolvimento e crescimento da empresa?

R: Conte os benefícios que você vai trazer e como pode, com seu desempenho, gerar lucros para a empresa.

O que você sabe sobre nossa organização? O que te atrai nela?

R: Para responder da melhor forma a essa pergunta, é preciso se preparar para a entrevista de emprego fazendo uma pesquisa sobre a empresa. Os melhores meios de encontrar informação são no próprio site da empresa, em revistas e conversando com pessoas que trabalham ou ex-funcionários.

Fale um pouco dos seus chefes anteriores…

Não critique seus ex-chefes ou o atual porque dará uma má impressão para o selecionador. Mas também não é bom creditar todos os seus méritos profissionais a eles. Enfatize os exemplos de iniciativa e liderança que teve especialmente algum projeto criado e dirigido por você que tenha tido bons resultados. Diga também sobre alguma ideia que dada para melhorar algum problema na companhia em que estava. Uma boa forma de chamar a atenção do entrevistador é comentar de que maneira que a rentabilidade da empresa em que estava aumentou por conta de algum projeto seu.

Você já recebeu críticas sobre o seu trabalho? Como reagiu?

Críticas são sempre bem-vindas, pois ajuda o profissional a perceber os erros para não cometê-los novamente. Ele orienta o candidato a responder que o feedback é essencial para o crescimento profissional.

Por que você está sem trabalho há tanto tempo? Por que você foi demitido?

Essa pergunta é uma tentativa de descobrir durante a entrevista de emprego se há algo errado com você que a sua antiga empresa ou empregadores já descobriram. O entrevistador pode estar tentando determinar se os temas de recessão ou cortes no orçamento foram usados para despejar alguns funcionários, incluindo você.

Fale sobre resultados que tenha alcançado e que tenham lhe dado grande satisfação?

R: Liste as maiores realizações em sua carreira ou em seu emprego atual. Escolha bem essas realizações e mencione aquelas mais recentes e condizentes com seus objetivos profissional.

Quais foram suas maiores realizações profissionais?

Cite até três exemplos. Procure falar sobre as realizações mais relevantes em sua vida profissional que estejam atreladas às expectativas ou ao negócio da empresa. “Nessa hora o profissional deve ser marketeiro, ou seja, elencar o que tem de melhor e dizer sem receios”, destaca o consultor Carlos Cruz.

Qual é o seu maior sonho?

Para responder a essa pergunta o candidato deve saber exatamente o que quer. Quanto mais autêntico ele for durante a entrevista de emprego, maior será a probabilidade de encontrar uma empresa alinhada ao seu perfil.

Quanto você deseja ganhar?

O ideal é evitar alusão a dinheiro, especialmente na primeira entrevista de emprego. Esse tema pode até vir à tona em outras reuniões, depois que o profissional de RH decidir que deseja te contratar. Mas caso ele toque no tema, não o ignore e responda que o emprego é mais importante do que o dinheiro e que deseja conversar sobre esse assunto mais tarde, após suas habilidades serem mostradas. Quando for o momento para dizer o quanto deseja ganhar não chute um valor muito alto, pois a empresa se desanimará. Mas também não aceite ganhar pouco porque será modesto demais. Faça sua oferta com consciência.

Por que você escolheu essa carreira?

Diga que você se identifica com a área, dedica-se a ela e sente prazer no que faz.

Seja qual for a sua escolha, justifique bem os motivos. Tente mencionar as mais recentes e que sejam mais adequadas aos seus objetivos profissionais.

Como você se comporta no trabalho?

Diga o que as empresas gostam de ouvir, desde que seja verdade, é claro. Exemplo: sou pontual, dedicado, comprometido, responsável, criativo, dinâmico, eficaz, flexível e sei trabalhar em equipe.

O que você faz no seu tempo livre?

Seja sincero, mas sobretudo lembre-se que os seus hobbies e ocupações demonstram não só a capacidade de gerir o seu tempo, preocupações com o seu desenvolvimento pessoal e facilidade no relacionamento interpessoal.

O que você não gostava no seu emprego anterior? Por qual motivo você saiu (ou quer sair) da empresa?

R: Deve dizer que gostava do emprego. Jamais se queixe durante uma entrevista de emprego, não deve nunca falar mal da empresa. Não aponte defeitos no emprego anterior. Se você foi demitido conte o motivo. Se está saindo por vontade própria, fale que está em busca de novos desafios e aprendizado.

Você poderia descrever alguma situação na qual seu trabalho tenha sido criticado?

R: Não deve reconhecer críticas ao seu trabalho, mas dizer que certas vezes ele foi discutido e com isso, você sempre aprendeu e cresceu.

Como você avalia a empresa que trabalha atualmente e as que já trabalhou?

R: Outra vez, não se queixe. Fale algo de bom. Por exemplo, que a empresa tem um bom produto e possui potencial para crescimento.

Se você está trabalhando, como você consegue tempo para as entrevistas?

O entrevistador pode perguntar: Se você está traindo seu chefe atual, por que você não vai me enganar mais tarde? A pergunta pretende colocar ênfase sobre por que você está mentindo para o seu atual chefe para poder realizar entrevistas de emprego. Se outras entrevistas são sugeridas, a melhor forma de lidar com esse problema é sugerir que outros testes ou entrevistas sejam feitos fora do seu horário normal de trabalho.

O que incomoda você sobre colegas ou patrões?

Não caia nesta armadilha. A intenção desta pergunta é destrinchar se você vai ter dificuldade para trabalhar com outras pessoas ou pode ter problemas e afetar a sua produtividade.

Você tem espírito de liderança? Conte um fato que demonstre isso.

R: Responda a essa pergunta com realizações do seu passado.

Você contribui para o aumento das vendas, dos lucros? Como?

R: Exemplifique com resultados e realizações do seu passado.

Você ajudou a reduzir custos? Como?

R: Exemplifique com resultados e realizações.

O que você considera importante num colaborador?

R: Cite as competências para o cargo, além de dedicação ao trabalho, boa índole, iniciativa, criatividade e entusiasmo.

Descreva um típico dia de trabalho no atual/último emprego?

R: Essa pergunta é para conhecer seu nível de energia. Procure descrever um dia bastante ativo e tente mostrar alto nível de energia.

Quais decisões são mais difíceis para você?

R: Deve demonstrar sua capacidade analítica e dizer que aborda o processo decisório de forma lógica, identificando as alternativas e as premissas da decisão. Como ser humano, sabe que as decisões mais difíceis são as referentes à vida de seus subordinados.

Com que tipo de pessoa você prefere trabalhar? Com que tipo de pessoa você encontra dificuldade para trabalhar?

R: Novamente não mencione nada negativo. Você pode dizer que não há melhor ou pior pessoa para trabalhar em equipe. Há pessoas diferentes. Claro que sempre é bom trabalhar com pessoas bem humoradas e que gostem de lidar com pessoas. Mas diga que você se adapta às necessidades do trabalho e que se relaciona facilmente, tanto com operários como com a diretoria da empresa.

Se pudesse começar tudo de novo, o que faria diferente em sua carreira?

R: Deve mostrar ser uma pessoa segura, dizendo que basicamente não mudaria nada. Obviamente, existem pequenas coisas na nossa carreira que poderiam ter sido feitas melhores e deveriam ser corrigidas. Procure não menciona-las.

Em que tipo de ambiente de trabalho você se sente mais confortável?

R: Mais uma vez vale dizer que não há ambiente ideal. Que você se adapta a qualquer tipo de ambiente.

Por que você escolheu essa carreira?

R: Para essa pergunta não há resposta certa ou errada. Aqui o que vale é ser sucinto e coerente.

Descreva uma situação difícil que teve e como fez para sair dela?

R: Procure uma situação difícil e de grande relevância para o bom andamento da empresa, que você tenha solucionado.

Você estaria disposto a mudar de cidade, estado ou país? E trabalhar além do horário de trabalho?

R: Fale a verdade sobre sua disposição quanto a mudar de cidade e principalmente, coloque as opções e condições para que a mudança aconteça, já que isso interfere na vida da família. Quanto ao fato de trabalhar além do horário determinado, responda de imediato: “Claro, sempre que houver necessidade”.

Na prática, o que esses cursos (faculdade, extensão …) contribuíram para sua formação? No que você mudou?

R: Avalie bem e tente descobrir as contribuições e mudanças que ocorreram graças aos cursos. De qualquer forma, diga que contribuíram não só em conhecimentos técnicos como também para o seu crescimento pessoal e no relacionamento com as pessoas.


Fonte:

  1. http://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2012/03/02/915302/10-perguntas-feitas-enganar-voce-na-entrevista-emprego.html
  2. http://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2011/04/20/814081/7-perguntas-dificeis-feitas-em-entrevistas-emprego-veja-como-responder.html
  3. http://www.curricular.com.br/artigos/entrevista-emprego/perguntas.aspx
  4. http://carreiras.empregos.com.br/carreira/administracao/ge/entrevista/preparese/141003-perguntas_frequentes.shtm

Crédito das fotos:

  1. enriqueburgosgarcia via photo pin cc


 

GOSTOU DESTE ARTIGO? PORQUE NÃO DIVULGÁ-LO?

Espero sinceramente que este  artigo tenha ajudado você a preparar-se adequadamente para uma entrevista de emprego. Estas dicas foram pensadas para ser uma ferramenta valiosa neste momento.

Se gostou deste artigo, considere ajudar-me  a  compartilhá-lo com outros usuários através do Twitter, Facebook e Google +1. Para isso, basta que use os botões sociais que temos na lateral do artigo ou no fundo para partilhar este artigo com os seus amigos, familiares e conhecidos.

Também poderá ajudar mais ainda comentando o artigo, deixando outras  perguntas comuns em uma entrevista de emprego e como respondê-las que você acreditar ser útil, críticas construtivas (não sou perfeito e estou disposto a aprender com você) e sugestões para melhorar o nosso site. Obrigado!

[lomadeewpro category=’3482′ keywords=’emprego’]

Publicado por

Marcelino AJ

Sou um Técnico em Eletrônica que atua em gerência de redes de telecomunicações. Também sou blogueiro e dedico parte do meu tempo a administração do site MAJTec - Seu espaço em que partilho material ligado a motivação pessoal, empregabilidade e humor.

3 comentários sobre “Saiba quais as perguntas mais comuns em uma entrevista de emprego e como respondê-las?”

  1. Show de bola este artigo da Exame. :
    "Sabe qual é a pergunta decisiva nas entrevistas de emprego?

    São Paulo – Qual projeto você considera a realização mais significativa de sua carreira?” Essa é a pergunta que o headhunter americano Lou Adler tem feito a seus entrevistados. Como você a responderia? Lou lançou em fevereiro de 2013 o e-book The Essential Guide For Hiring & Getting Hired (“O guia essencial para contratar e ser contratado”).
    No livro, sem versão em português, Lou explica que a pergunta tem como objetivo verificar o nível de conhecimento que o profissional tem sobre si mesmo. “A maioria das pessoas não está preparada para responder a perguntas simples”, diz Lou, que cita outras questões acessórias, mas muito objetivas, que costuma fazer, como quais resultados a pessoa alcançou, detalhamento de como realizou a tarefa, os três ou quatro desafios que enfrentou. “Uma entrevista não deve demorar mais que 20 minutos.”

    Recrutadores se valem de dois tipos de pergunta. Nas fechadas, as respostas, muitas vezes técnicas, devem preencher requisitos básicos para a vaga e geralmente são feitas no primeiro contato. Nas perguntas abertas, normalmente pede-se que o executivo conte histórias sobre sua carreira que comprovem como usou suas competências.

    “A pergunta depende muito do que vai ser observado, do momento da empresa e do que a vaga necessita”, afirma Fátima Zorzato, sócia da empresa de recrutamento Russell Reynolds Associates. O mais importante é saber contar a sua trajetória de maneira natural.

    “Ter respostas perfeitas não fará você saber se se encaixa na vaga”, afirma Claudio Aráoz, sócio da consultoria Egon Zehnder e um dos principais especialistas mundiais em contratação, que estará no Brasil em abril para o Fórum Gestão e Liderança da HSM. “Respostas decoradas apenas farão você ser contratado no emprego errado e fracassar”, diz Claudio.

    A seguir, oito presidentes revelam que pergunta fariam caso tivessem de escolher apenas uma:

    Franklin L. Feder, presidente da Alcoa, fabricante de alumínio

    “Diante do contexto que a empresa enfrenta e o resultado específico que procuramos obter, por que você se sente especialmente qualificado para ocupar a vaga? Mas lamentaria ter de fazer somente uma pergunta.”

    “Ao fazer essa pergunta, poderia avaliar os valores do candidato, seu foco em resultado, seu diferencial competitivo e talvez obter um insight sobre sua capacidade de adaptação à cultura da empresa.”

    Alysson Paolinelli, presidente da Aqces, empresa de logística

    “Quais erros você cometeu no maior fracasso de sua carreira e como os superou?”

    “Possivelmente, o candidato irá demonstrar algumas características e atitudes que ajudem a conhecê-lo e que me permitam, entre outros pontos, verificar sua humildade em contar um erro ou um fracasso, sua capacidade de assumi-los, de entender como atuou com a equipe, pares e superiores. Também posso saber como ele reorganizou sua carreira e saiu da situação adversa e avaliar como trabalhou o ambiente antes, durante e depois do fracasso.”

    Rômulo de Mello Dias, presidente da Cielo, processadora de cartões

    “Acredito muito na máxima ‘Sucesso é feito de 10% de inspiração e de 90% de transpiração’, então pergunto ao candidato o que ele pensa disso.”

    “A maneira como o executivo responde diz muito sobre ele. Não somente pelo conteúdo da resposta, mas também pela linguagem corporal. É nessa hora que vejo se ele tem paixão pelo que faz. Basta notar o brilho no olhar.”

    Etiene Guerra, diretor executivo da MXT Holding, empresa que desenvolve e fabrica equipamentos de rastreamento e logística

    “Por que você quer trabalhar aqui?”

    “O candidato pode expor sua forma de raciocinar e tem espaço para me convencer que realmente merece ocupar a posição.”

    Ricardo Loureiro, presidente da Serasa Experian, fornecedora de informações para análise de crédito

    “Uma pergunta somente seria impossível, contudo perguntaria sobre trajetória profissional amarrada aos desafios vividos e as conquistas obtidas.”

    “São questões fundamentais para minha tomada de decisão, pois, quando um candidato conta sua história, ele pode expor seus valores, crenças, aspectos relacionados a liderança, tomada de decisão e atitudes.”

    Marcelo Lacerda, presidente da Lanxess, indústria química alemã

    “Qual é, neste momento de sua vida, seu maior objetivo?”

    “Aqueles que realmente fazem a diferença são os que têm um objetivo de vida claro, específico e preciso, com prazo para sua concretização. Esses têm enorme possibilidade de realização.”

    Edward Lange, presidente da seguradora Allianz

    “Quais foram seus dois principais desafios profissionais envolvendo pessoas e como conseguiu solucioná-los?”

    “Na resposta consigo perceber se o candidato é honesto, criativo e tem habilidades de liderança, três características que aprecio em minhas equipes.”

    Alexandre Costa, presidente da Cacau Show, fabricante de chocolates

    “Você é apaixonado pelo que faz?”

    “Não tem como se esquivar dessa pergunta com um discurso pronto. Como dizia o filósofo chinês Confúcio, ‘escolha um trabalho que você ame e não terá de trabalhar um só dia de sua vida’. Numa entrevista, quero sentir que ele não está ocupando o cargo; quero que ele seja o cargo.”

Deixe uma resposta